Foto do artista Maneva

Um Brinde Guerreiro

Maneva


Eu choro porque a saudade
Transbordou meu coração

Eu sonho, em tomar
Mais uma com você irmão

Demoro a entender que
Nesse plano nunca mais

Espero que esteja em paz,
Espero que esteja em paz

Um brinde guerreiro
Pela vida de exageros que pudemos ter

Um brinde parceiro
Por ensinar que um sorriso
É o melhor do viver

Que esteja em paz e sereno
Como quando estava em vida
Costumava ser

Pois é no fim que aprenderemos
As lições que doem mais

Vai ser no fim que entenderemos
Que a razão falou demais

Vai ser no fim que aprenderemos
As lições que doem mais

Vai ser no fim que entenderemos
Que a razão falou demais

Até hoje eu me lembro da palavra proferida
Que virou de um pra dois
Os sentidos da minha vida

Notícia que caiu como chuva forte e densa
Ferida que se abriu sentimento de impotência

Nesse plano nunca mais espero
Que esteja em paz

As lembranças da amizade
Nunca vão ficar pra trás

Tiramos de lição a vida é muito frágil
A vida leva os bons se conformar
Não é nada fácil

Aproveite quando eu falo, a vida é agora
Passado ou futuro são só rumos da história

Olhe para o lado dê valor pra quem te cerca
Desabafe se preciso use a palavra certa

Mágoas, confissões, te amo ou perdão
Se passar demais resta e dor solidão

Acredito que um dia nos veremos novamente
Sintonia de irmão sem sair do mesmo ventre

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir