Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi

E no meio da gente se amora uma praça
No meio da praça se amora a graça
A graça mora em Cabeça de Boi

E no meio da gente se amora uma praça
No meio da praça se amora a graça
A graça mora em Cabeça de Boi

Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi

Luz ímpar, pitoresca está a quietar
Meu entre lugar, cena medieval, porto em pleo ar, seta boreal

Paisaginar, tema a esmerecer, praça é lugar de viver
Vilarejear, circundada está contrafortes

pelas Posses, pelo Palmital, Itacolomi do Itambé
pelos Borges, intancado está neste coração a dispersão

Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi

E no meio da gente se amora uma praça
No meio da praça se amora a graça
A graça amora em Cabeça de Boi

E no meio da gente se amora uma praça
No meio da praça se amora a graça
A graça amora em Cabeça de Boi

Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi
Ê Cabeça de Boi, lugar mais bonito num teve num foi

E no meio da praça tem lá o Vicente
E a Marilene tem lá seus quartinho
De noite a viola é com seu Agostinho

E no meio da praça tem lá o Vicente
E a Marilene tem lá seus quartinho
De noite a viola é com seu Agostinho

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Bernardo Do Espinhaço. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts