Se me derem um pedaço de plutônio
Minha turma se encarrega de explodir
A pobreza das idéias dessa gente
Que comanda o shopping-center do país
Aos poetas, luz e sombra
Chatôs e Chandons
Aos piratas do subúrbio
Galeras do rei
Às piranhas, carne fresca
Turistas no Rio
Aos carecas da Jamaica, nada

Cada vez que a corja fala de cultura
Glauber quer quebrar a tampa do caixão
Cada povo tem o novo que merece
E o menudo vem com tudo e com razão
Aos poetas....

Vinde a mim as criancinhas do Nordeste
Que eu ensino a fome a receber cachê
Deixa estar, Godard, que a estrela do Oriente
Nos enreda nessa rede de TV
Aos poetas...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir