Para que tanta ambição, tanta vaidade?
Procurar uma estrela perdida
Quase sempre o que nos dá felicidade
São as coisas mais simples da vida

Felicidade é uma casinha simplesinha
Com gerânios, em flor na janela
Uma rede de malha branquinha
E nós dois a sonhar dentro dela

(Ai, ai, ai, isto é tão pouco, minha nega)
Ai, ai, ai, mas pra mim chega
(Ai, ai, ai, isto é tão pouco, minha nega)
Ai, ai, ai, mas pra mim chega

Para que tanta ambição, tanta vaidade?
Procurar uma estrela perdida
Quase sempre o que nos dá felicidade
São as coisas mais simples da vida

Felicidade é uma casinha simplesinha
Com gerânios, em flor na janela
Uma rede de malha branquinha
E nós dois a sonhar dentro dela

(Ai, ai, ai, isto é tão pouco, minha nega)
Ai, ai, ai, mas pra mim chega
(Ai, ai, ai, isto é tão pouco, minha nega)
Ai, ai, ai, mas pra mim chega

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Antonio Almeida / João de Barro. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais posts