Guela de Grilo

Novo Cenario

exibições 1.720

Conversador, potoqueiro, papagaio, tagarela,
Pega o bonde andando e já quer sentar na janela.
Onde já se viu conversar nessa proporção?
Se o diabo se materializasse iludia até ao cão.
É muito fácil falar, falar e não fazer nada é muito fácil... falar, falar.
Depois da obra realizada você não participou
E nem contribuiu, só palpite. língua tal que é comparada com a br 020,
Requinte de crueldade, injustiça e coisas más,
Sua boca só propaga a desgraça repentina das manchetes dos jornais
Se baseando em até, (eu), eu sei bem quem naquele que caiu do céu,
Numa viagem pro além. sobrou o que do que de quem?
Mente com o diabo vira refém, trancafiado sem ninguém,
Tipo cam perdendo a benção por noé dando pra sem e
Jafé, na fé, essa não é trilha dos que diz que tá no corre, né?
Atos gloriosos, feitos realizados faz que o físico do homem cresça
E o espírito desça pelo penhasco.
Portanto você tem que saber o que plantar porque amanhã tu vai colher:
Choro ou despedida, pânico ou alegria.
O fruto dos seus atos gera colheita maldita,
Você vai ser espantalho no meio da plantação,
Isolado em meio a tanta maldição,
Mas sei que isso não convém, o sofrimento não é eterno.
Espírito ou carne, paz ou guerra, liberdade ou cemitério,
Faça a sua escolha loko.
Se decida: estrada reta anda de boa e a torta cai todo dia,
Se prosseguir fica bom.
Graças ao senhor, guela de grilo,
Se orienta e seja mais que vencedor.

Quem é que diz que é, só fala o que quer, tipo que toda quebra tem?
Ninguém não bota fé, se eu saio num rolé chega e já quer colar também.
Mas viver tem limite é a lei, olhe o seu que do meu eu sei,
Já sorri já chorei, pensei que acertei, julguei ser meu irmão e errei.

É guela de..., é guela de..., é guela de grilo (4x)

Baseado no ditado de que quem não tem dinheiro conta historia,
Guela de grilo alarma e dá um stop na trajetória.
Memória maquiavélica que não tem um dia de glória,
Melhor é correr só do que do lado ter uma escória.
Muito se fala e pouco se faz, atitude zero,
Eu não quero ver você na lista dos que vão pro inferno,
Lá não tem sala reservada pra aqueles que usam terno,
Do planalto às ruas de terra, atitude zero.
Língua afiada, tipo uma espada de dois gumes
Gera treta e não assume, patifaria de costume impune.
Estilo vagalume: se for pegar ele te ilude
Põe o rabo entre as pernas e a luz some.
Fiote de forrest gump aqui na quebra é natural,
Bocas abertas, mentes fechadas ouvindo tinindo e cara de pau.
Dá 1 a 7, segue os loco aliançado no compromisso,
É novo cenário e só vem de embalo quem honra o que tem dito.
Palavras fúteis, reações úteis
O back que apavora e desmascara pessoas inúteis.
É pra você, sinceridade tem que ter.
Humilde sempre, e não pense que nóis não vence,
Pois ceis fala incessantemente quando nóis tá ausente.
Eu propago a mudança e ela só ocorre com cristo, guela de grilo,
Sossega esse teu canto antes que alguém te dê um perdido...

Quem é que diz que é, só fala o que quer, tipo que toda quebra tem?
Ninguém não bota fé, se eu saio num rolé chega e já quer colar também.
Mas viver tem limite é a lei, olhe o seu que do meu eu sei,
Já sorri já chorei, pensei que acertei, julguei ser meu irmão e errei.

É guela de..., é guela de..., é guela de grilo (4x)

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir