Aprendi que a semente liberta a flor
E que a flor se abre pra libertar a cor
Como então, poderia não essa cor nos libertar?

Já provei que a fruta liberta o sabor
E o sabor liberta-se em satisfação
Como então, poderia não o sabor nos libertar?

Se a isso até a lógica relógica talvez se curvaria
Sei que essa lógica não é nada comum
Nem esse meu amor
Nem esse mundo que vejo girar ao redor

Vibração é o que faz libertar o som
E esse som vem só declarar meu amor
Como então poderia não, o amor nos libertar?
Como então, poderia não o amor nos libertar?

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir