Amargurado sem destino pelo mundo
Esta é a herança que herdei da boemia
Ganhei o nome de boêmio vagabundo
Perambulando pelas noites de orgia.

Agora sofro a triste desilusão
Da noite de amarga solidão
Mais se o destino pelo céu vier marcado
Serei condenado pela dor da ingratidão.

A negra herança dos meus tempos de boêmio
Foi o desgosto que na vida eu passei
Da boemia guardo ainda como prêmio
Esta saudade da mulher que tanto amei

Igual as nuvens vou vagando no espaço
Assim eu vivo a vagar por culpa sua
Sei que ela vive de braço em braço
E eu vou vagando sem destino pela rua.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir