exibições 834
Foto do artista Pedro Bento e Zé da Estrada

Murmurar da Cachoeira

Pedro Bento e Zé da Estrada


Ouvindo o murmurar da cachoeira
Das águas que desabam na pedreira
São as mais belas horas
Que existem em minha vida
Ver a madrugada nascer florida
As árvores balançam calmo
Os seus fortes galhos
As folhas de frio gemem sem agasalhos
E os passarinhos põem-se a cantar
E a deslumbrar
Bem de longe assiste o sol raiar

Quando o sol descampa, calmo no horizonte
E os passarinhos voltam aos seus ninhos
A lua no céu tristonha, além da cerração
Enche de esperança meu coração

Ouvindo o murmurar da cachoeira
Das águas que desabam na pedreira
São as mais belas horas
Que existe em minha vida
Ver a madrugada nascer florida
As árvores balançam calmo
Os seus fortes galhos
As folhas de frio gemem sem agasalhos
E os passarinhos põem-se a cantar
E a deslumbrar
Bem de longe assiste o sol raiar

Quando o sol descampa, calmo no horizonte
E os passarinhos voltam aos seus ninhos
A lua no céu tristonha, além da cerração
Enche de esperança meu coração

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir