exibições 156
Foto do artista Péri

Seita

Péri


Da sua seita eu sou incenso
Candeia da missão
O ócio que alimenta
Relógio e precisão

O céu que ainda te protege
A chuva que lhe cai e alivia
O leite, o mel, o alento
O alívio da sua sangria

Do seu asilo o paciente
Na sua casa a ventania
As flores da varanda
O que você lê todo dia

Quimeras, sonhos , odisséias
A chave que te abre o pensamento
Um cabo a contornar
A seda do seu catavento

Queria ser tudo que você queria
Mas nada agora está tão claro

Do seu abismo eu sou o chão
A carne que tremula
No mais íntimo desejo
Escrevo assinatura

O beco onde você se esconde
O choque que te queima e condena
Tormenta a te levar
A voz da sua cantilena

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir