Foto do artista Pino Solto

O Olho Que Tudo Vê!

Pino Solto


O OLHO QUE TUDO VÊ!

Infelizmente é um fato real
Mas o olho que tudo vê me atormenta dia e noite, doce e sal
Quando estou de frente para você
Vejo o olho que tudo vê em você e você em mim vê
Um sentimento de vigia eterno
Me persegue o tempo todo, é obscuro e usa terno
Ma s o olho que tudo vê soube de tudo
Pingou colírio, bateu asas e seguiu mudo
Porque se o mundo é imundo vê legal
O olho que tudo vê é parte dele e é parte imoral
O puto invade, aliena, debocha
O olho que tudo vê é duro de aturar, é rocha
Onipotente, onipresente, profeta
Sabe de tudo, tudo viu e o futuro acerta
Não há para onde correr, tem longas pernas
É como uma caverna com uma maldição eterna

Porque ele é o olho que tudo vê
O olho que tudo faz, tudo sabe, tudo viu, tudo lê
Não há lugar no mundo onde esteja só você
Porque ele tudo vê e não tem nada a ver.


Privacidade hoje em dia é piada
Vida na cidade é pior que o interior, outra parada
1984
Admirável mundo novo, grande irmão de fato
Observado, me sinto um miserável
Inalienável, sou fechado ate o fim, inviolável
Reflexivo, vejo o olho que tudo vê
Invadindo minha vitrola, meu jornal, minha TV full time!

Porque ele é o olho que tudo vê
O olho que tudo faz, tudo sabe, tudo viu, tudo lê
Não há lugar no mundo onde esteja só você
Porque ele tudo vê e não tem nada a ver.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir