João e Maria

Domingo bem a tardinha
A mamãe lambe suas crias
Lhes dando alguns trocados
Para gastarem com iguarias

Mariazinha enche seus olhos
Quando se lembra dos pirulitos
Marias-moles, paçocas, bolos
Da vendinha do seu Espedito

E Joãozinho arregala os seus
Só de pensar num certo pozinho
Que é branquinho como açúcar
Bom para puxar com um canudinho

Mariazinha brinca de boneca
Amarelinha e pique esconde
E Joãozinho só fala gíria
Freqüenta o baile, fecha com o bonde

Dois irmãozinhos bem bonitinhos
Curtindo as festas do mês de junho
Mariazinha bem maquilada
E Joãozinho pistola em punho

Com seu trocado mariazinha
Compra sorvete, chiclete, bala
E Joãozinho pega um de cinco
Manda no morro pra não dar pala

A vovó diz que Joãozinho
Anda amarelo, muito magrinho
E o menor estilo revoltado
Manda ela a merda e pede um trocado

Mariazinha traz amiguinhas
Pro lanche do mês de março
Elas só pensam nos Paes e bolos
E Joãozinho nos seus cabaços

Família boa, boa estrutura
Dois belos filhos como suposto
Mariazinha só tira dez
E Joãozinho só dá desgosto

Mariazinha estudiosa
Não falta aula um dia só
Mas Joãozinho é bicho solto
Mata direto pra cheirar pó

Mariazinha bem comportada
Faz catecismo, dança balé
Pra Joãozinho outra atividade
Se vem "uzomi" Ele dá no pé

Essa é a rotina
De dois pequenos de classe média
Criados com todo amor
Na disciplina e na curta rédea

Mariazinha vai se casar
Aos vinte e dois é advogada
Mas Joãozinho apressadinho
Morreu aos quinze com uma rajada

Crianças sabem de tudo
Tem ousadia, tem bem e mal
João e Mariazinha
Caricatura da vida real.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir