exibições 7.597

Samba Enredo 1972 - Ilu Ayê (Terra da Vida)

G.R.E.S. Portela (RJ)


Ilu Ayê, Ilu Ayê Odara
Negro dançava na Nação Nagô

Depois chorou lamento de senzala
Tão longe estava de sua Ilu Ayê
Tempo passou ôô
E no terreirão da Casa Grande
Negro diz tudo que pode dizer

É samba, é batuque, é reza
É dança, é ladainha
Negro joga capoeira
E faz louvação à rainha

Hoje
Negro é terra, negro é vida
Na mutação do tempo
Desfilando na avenida
Negro é sensacional
É toda a festa de um povo
E dono do carnaval

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir