exibições 4.150
Foto do artista G.R.E.S. Portela (RJ)

Samba Enredo 1987 - Adelaide, A Pomba da Paz

G.R.E.S. Portela (RJ)


Como se fosse magia
Nosso poeta alcançou
O afã da poesia
Foi aí que clareou

Clareou é do infinito
Oh! Que tema tão bonito
Adelaide, a pomba da paz
Está escrito

Voa, voa, voa
Deixa a tristeza de lado
Voa, voa, voa
Vai levar o seu recado

Leia esse matutino vai mudar o seu destino
Disse o tucano falador
Preciso de um mensageiro
Que seja bem ligeiro
Que leve a paz aonde for

Pomba, entre na floresta
Aproveite, a hora é esta
De aliviar a sua dor
Ilumine a escuridão
Faz feliz o coração
De qualquer sofredor, ô ô ô

São quatro letras
Que fazem sonhar
É o amor, que se espalha no ar
Neste dia de folia
Sigam o exemplo desta pomba
Desativem esta bomba
Prá ninguém se machucar

Amar é bom, amar é bom
É bom demais, é felicidade
É sinônimo de paz

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Arizão / Carlinhos Madureira / Isaac / Mauro Silva / Neném · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Erica
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.