O meu ego é tão grande
Que mal cabe em mim.
Sou o meu próprio amante,
Narcisismo sem fim.

O meu ego é tão belo
Eu preciso falar:
Ele é feito um castelo
Que todos invejam e queriam morar.

Tenho um carro importado
Que é o meu tigre negrão,
Seu roncar turbinado
É o júbilo dentro do meu coração.

'inda que todos digam que eu sou demais
É enfadonho pois eu sou mais que os mais-mais,
Sou magnânimo, esplêndido, classudo,
Sagrada e suprema divindade universal.

O meu ego estapafúrdio,
Já não ouve ninguém
Em jantares... bacanas
Parece que dizem só nhe-nhenhenhém

O meu ego é galante
Pois sou o intelecto-mor;
O brasil é gigante
Mas meu ego é maior.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir