Eu tenho uma viola
Que canta assim
Minha dor ela consola
Dilim, dilim, dilim

Quando eu saí do meu sertão
Não tinha nada de meu
A não ser esta viola
Que foi meu pai quem me deu

E pelo mundo eu vou andando
Subo monte, desço serra
Minha viola vou tocando
Relembrando a minha terra

E quando a tarde vai morrendo
Vou pegando minha viola
Se estou triste e sofrendo
Ela é quem me consola

Cada nota é um gemido
Cada gemido é uma saudade
De saudade estou perdido
Viola, nessa eterna solidade
De saudade estou perdido
Viola, nessa eterna solidade

E nesse sertão dos meus amores
Quando me ponho a tocar
Emudecem seus cantores
Para nos ouvir cantar

Canta a minha alegria
Canta para eu não chorar
Entrarei no céu contigo
Quando minha hora chegar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Raul Varella Seixas. Essa informação está errada? Nos avise.
Revisões por 3 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog