Te levanta deixa disso
Não inventa não amola
Dá o fora, some, foge
Segue tua direção
Te agüenta larga dessa
Me respeita não explora
Evapora, tola, lerda
Sou a tua contramão
Tô cansado
Vou saindo
Te estanco, te renego
Dói não nego
Mas ainda sou mais eu
E na soleira a solidão
Me espreita, me espera
Melhor ser dela do que ainda ser teu.
Deixa de dengos, manhas, beiços e astúcias
Vou jogar fora teus bichinhos de pelúcia
Se der na telha vou cortar os meus cabelos
E revelar teus segredos.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts