Esqueço que as horas levaram
Grande parte do dia
E o céu já nem é o mesmo
Quando a chuva anuncia
Saio à rua no rastro da tarde
Vento que abre sua trilha
Em meio à cidade

Outonos nunca se esquecem
Das folhas que dançam no ar
Bailarinas na tempestade
De laços e fitas, prontas pra estrear

Doces instantes revelam que na solidão
Somos pessoas sensíveis, secretas, inatingíveis
Temendo e amando ao mesmo tempo
A terna fúria do céu
Espiando pelas frestas, janelas
O rumo das águas da chuva que cai

Possíveis futuros me façam voltar
A lugares onde eu possa aterrissar
Meus imensos vôos de imaginações
Algumas saudades, minhas impressões

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir