Alazão

Ruy Maurity

exibições 916

1984

É, amanheceu, a natureza parece que deu cria
Meu coração é uma nave incandescente
Meu potro valente, alazão
Meu potro valente, alazão

Solto o meu bridão, galope leve na sombra, à luz do dia
Nem só de pão, nem só de reza ou folia
Vida deixa rastro no chão
Vida deixa rastro no chão

Se eu contasse, ninguém acreditaria
Capaz até de dizer que tudo é fantasia
Vou procurar a turma que tá numa fria
Índio, catingueiro, peão
Índio, catingueiro, peão

(Repete I, III, I)

Add a playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: José Jorge / Ruy Maurity · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Lauro
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.