Colore o frame, me derrama cor
Sou essa imagem fria, triste e sem sabor
Me trata, desfoca as sombras
Me deixa ver como é sentir todo esse amor que nos envolve
(Sem o diretor pedir pro editor tirar o filme)

Teu personagem fugiu com a tua fala, deu dó
Você perdeu o controle, o orçamento e o storyboard
Teu roteiro tá chato, óbvio, ninguém vai ver
Demite toda essa produção e atua você

Me dá sentido, desenrola a trama
O script é tenso e cheio de reviravoltas
Me trata, desfoca as sombras
Me deixa ver como é sentir todo esse amor que nos envolve
(Sem o diretor pedir pro editor tirar do filme)

Teu personagem fugiu com a tua fala, deu dó
Você perdeu o controle, o orçamento e o storyboard
Teu roteiro tá chato, óbvio, ninguém vai ver
Demite toda essa produção e comece a viver

A rotina é um labirinto que não te deixa escapar
Que tu entra petrificado e não consegue andar
Não tem chuva, não tem água
Nada que um dia possa dissolver
É um Rivotril ali, é um Xanax pra cá
É tanto remédio que fica difícil até decorar
É um corte infeliz, não para de dropar
As vezes, só a gente vê
(Ah se me dessem poderes, eu poderia)
(Não depender de ninguém, ser meu colorista)
(Sem efeitos especiais)

Teu personagem fugiu com a tua fala, deu dó
Você perdeu o controle, o orçamento e o storyboard
Teu roteiro tá chato, óbvio, ninguém vai ver
Demite toda essa produção e comece a viver
Ah, se me dessem poderes, eu poderia (comece a viver)
Não depender de ninguém, ser meu colorista (sem efeitos especiais)

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Andréa Dea / Carol Navarro / LEO RAMOS / PAULO VAZ / Toledo · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Yasmin, Legendado por kazum
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.