Quando for doze do doze
Do tal dois mil e doze
Vou ligar pro fim do mundo
E dizer; deixa de pose!

Porque quando a luz se apaga
E o fogo envolve o vento
O mundo inteiro se arrasta
Pra beira do fim do tempo

E a rua inteira
E o mapa virou pó
E a mãe carbonizada
Em um lençol
E os pássaros também
Voaram em vão
E o cogumelo ardeu
Meu coração

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: João Felipe Cavalcanti / Tagore Suassuna · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Letícia
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.