exibições 3.849

Lembranças do Primeiro

Zé Ramalho


É certo que muitas vezes
Nos deparamos com a injustiça
Em nosso caminho
Como já dizia bem o drummond:
“no meio do caminho há uma pedra”
Deixe-a, não a remova!

É como se toda vez
Que voce se lembra
De quando perdeu
Sua virgindade
Doces quimeras de rapaz
De moça donzela ou solteira
Queira ou nao queira

Bem que esse mar me avisou
Essa é a hora daquela paixão
Do que perdeu, daquilo que foi
Um espetáculo, uma visão
Do que venceu, daquilo que foi

É tanto, pedir um tanto
Se, no entanto, não importamos
Aquilo que foi
Sei o que vai acontecer
Na beira da idade, o silêncio
E a turba
Quer a verdade

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir