Mulher, mulher, mulher
Mulher, mulher
Você não terá o meu amor
Pode tentar o que quiser

Levou o meu nome pra macumba
Pra me amarrar
Já tentou diversas vezes me prejudicar

Mas minha cabeça é sã
Porque Cosme é meu amigo
E pediu a seu irmão Damião
Pra reunir a garotada
E proteger meu amanhã, meu amanhã

Porque Cosme é meu amigo
E pediu a seu irmão Damião
Pra reunir a garotada
E proteger meu amanhã

Na verdade, você nunca me pertenceu
E quando seguiu meus passos
Foi visando o que era meu

Você não passou de um caso
Que nasceu por um acaso
Seu amor não era eu
Seu amor não era eu

Quando teve a conclusão
Que meu pobre coração
Não abrigaria você

Passou me caluniar
Mas a patota do Cosme
Não deixou me derrubar
Não deixou me derrubar

Passou me caluniar
Mas a patota do Cosme
Não deixou me derrubar

Mulher, mulher, mulher
Mulher, mulher
Você não terá o meu amor
Pode tentar o que quiser

Levou o meu nome pra macumba
Pra me amarrar
Já tentou diversas vezes me prejudicar

Mas minha cabeça é sã
Porque Cosme é meu amigo
E pediu a seu irmão Damião
Pra reunir a garotada
E proteger meu amanhã, meu amanhã

Porque Cosme é meu amigo
E pediu a seu irmão Damião
Pra reunir a garotada
E proteger meu amanhã

Na verdade, você nunca me pertenceu
E quando seguiu meus passos
Foi visando o que era meu

Você não passou de um caso
Que nasceu por um acaso
Seu amor não era eu
Seu amor não era eu

Quando teve a conclusão
Que meu pobre coração
Não abrigaria você

Passou me caluniar
Mas a patota do Cosme
Não deixou me derrubar
Não deixou me derrubar

Passou me caluniar
Mas a patota do Cosme
Não deixou me derrubar

Passou me caluniar
Mas a patota do Cosme
Não deixou me derrubar

Passou me caluniar
Mas a patota do Cosme
Não deixou me derrubar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Carlos Senna. Essa informação está errada? Nos avise.
Legendado por Anderson. Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais no Blog