E hoje eu parto feliz
Pois encontrei o que queria
Você me fez enxergar
Aquilo que há muito tempo eu não via

E hoje a dor é menor
Eu não admitia
Que o que me aborreceu
Por dentro me feria

E agora vejo que não há razão
Pra não partir com um sorriso
E jamais vejo como pretensão
Querer morrer estando vivo

E agora vou tentar
Pensar no amor e na alegria
E amanhã, que será?
Saberei cortar melancia?

Amanhã verei que há razão
Para partir com um sorriso
Amanhã sinto que meu coração
Só quer morrer estando vivo

Ah, e quando me jogarem ao mar
Que as minhas cinzas te façam aprendiz
Que a minha memória seja meu juíz
E que digam:
“Aqui nada um homem feliz!”

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir