Foto do artista Choice

Sentença (part. Verdade & DaMafia)

Choice


[Verdade]
Os cana subindo a favela mano
E eu meio desnorteado
Com um fuzil na minha cabeça
E os cria baleado
A globo mostra o que ela quer, não o que você precisa ver
Se a realidade é fatal, aprenda a matar para sobreviver
Esses caras tão me incomodando
E eu querendo seguir com meus planos
Quero grana, não quero fama, eu quero ouro
Eu quero tudo que eu tenho de direito nessa vida
Os inimigos tão dizendo que eu não posso?
Vou mostrar que sou capaz de fazer essa porra virar
E quando você bater de frente com a lírica
Quem sabe um dia eu vou até te respeitar
Um é invejoso, outro é vacilão, não vou perder meu tempo não
Com esses MC's frustrados, tão se achando brabo
Mas aí eu te pergunto, quem tá vivendo avançado?
Nunca te pedi porra nenhuma, sou sujeito homem ainda pago minhas contas
Qualquer problema pode me ligar pra desenrolar
Mas se ficar de ladainha, eu vou te amassar, cuzão

[Choice]
Drogas, ódio e mais ódio, essa é a rua que eles nos vendem
Armas, crimes, joias caras; nos comprar é o que eles pretendem
Drogas, ódio e mais ódio, essa é a rua que eles nos vendem
Armas, crimes, joias caras; nos comprar é o que eles pretendem

[DaMafia]
Vocês fazem rap
Dinheiro é lixo
Caiu outra ficha
Corre um outro risco
Limpo como TV sem chuvisco
Eu to fazendo meus rabisco
Seis pensando em nickname e eu nas punch pro meu disco
As falhas são passos em vão, e eu piso em falso voando alto
Com os pés no chão
Reciprocidade mesmo é ser odiado por cuzão
PIEI
Com um bruto mais lapidado, e uns bruxo tão bolado
Pelo fato de eu ta bolado
Já ter passado três anos e ainda não me alcançaram
Seis vive essa porra de game, por isso não avançaram
Nessa guerra de ego eu legalizo o proibido
Vocês vão querer voltar no tempo e não deixar eu ter nascido
O maior perigo tá em quem passa despercebido
Minha guerra é com o mundo e o eu não sabia disso

[Choice]
Drogas, ódio e mais ódio, essa é a rua que eles nos vendem
Armas, crimes, joias caras; nos comprar é o que eles pretendem
Drogas, ódio e mais ódio, essa é a rua que eles nos vendem
Armas, crimes, joias caras; nos comprar é o que eles pretendem

Sabendo o valor do dinheiro, sem dar valor pra dinheiro
Eu amo ter dinheiro, não amo o dinheiro
Foda-se o dinheiro e tudo que ele traz
Vai ser foco no dinheiro quando alguém anunciar que vende paz
Tipo Gandhi, grandes ideais
Você quer mudar o mundo, mas nem de arrumar teu quarto tu é capaz
Seguimos com a nossa própria segurança
Tipo pit bull, sangue nos olhos, se ameaçar nós avança
Esse é meu time reserva de punchline
Toma mais porrada enquanto o time titular descança
Nessa fábula o rap game é moinho, eu sou Don Quixote
Tu apanha de chicote o Sancho Pança
Pensa sobre suas ações e bota na balança
Dispensa argumentações e se retire dessa dança
Anota uma dica do pai criança
Você não vai virar Lil Wayne só porque colocou trança
Você não vira Eminem porque manda speedflow
Nem vira Amy Winehouse por se drogar no show
Essa é a parte mais importante, foca aqui
Você não vira o rei Pelé por que acha que faz mil flow
Sem dicção, sem vocabulário
Pelo teu freestyle tu saiu da escola no primário
Choice tipo vulcão, incorporado boladão
Tu apanhava nas batalha e agora é surra no som
Me enfrente ou tente, faz frente ou tente
Eu vou te matar com rima e fazer parecer acidente
Tu completa o sorriso no paint
Pede pra alguém fazer mágica pra aparecer seu dente (toma)
Respeite e aprende, aceite entende?
Não é putaria que vai levar o rap pra frente
Já chega agora, vai acabar o pente
O tanque é maior do que as merda que se diz ô delinquente
E foda-se

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir