A vida é louca, eu tô de passagem
Mas você passou rápido demais!
A vida é louca, eu tô de passagem
Mas você passou rápido demais!

A vida é louca, eu tô de passagem
Mas você passou rápido demais
Deixou saudade e uma frase na lápide
Escrita, um guerreiro aqui jaz

Mais um que foi em vão deixou mais que saudade
Irmão de outra mãe não falhou na lealdade
Nós era um só fruto do país brinquedo
Onde os pinóquio cria vida e mata os próprio Gepeto

Opinião, conselho quem constou pra somar
Ninguém, mas pra tacar pedra nós encontrou uma par
A morte é foda quebra fortalezas imensas
Faz o fanático, sádico duvidar das crenças

Não acreditei quando falaram que você tinha morrido
Você prometeu caralho, nós ia ficar velho amigo
Mas não cumpriu, promessa foi quebrada, irmão
Ajoelhei me derrubou ver seu sangue banhando o chão

Perdi amigos por ai, a vida é foda
Faltou o último abraço, eu ia trazer rosa
As vezes sozinho no meu quarto eu interrogo Deus
Falei, -falou, mas eu devia ter falado adeus!

Caraio mano cê me deixou sozinho mesmo?
Morreu com os meus segredos
Com os seus eu vou vivendo!
Não sei porque direto cê aparece no sonho

E acordado inspira nos rap que eu componho
Eu continuo mano fazendo rap mesma pegada
Mudou o presidente, a quebrada nada
Amigos para sempre como você prometeu

Ainda conheceu sabotage primeiro que eu
Saudade dói moleque cicatriz que não cura
Uma facada no peito sem direito de sutura
Soldado sem armadura, aonde a fé equipa

O céu ganhou uma estrela mas perdeu um pipa
Cê faz mó falta mano, eu não fazia noção
Era feliz pra caralho mesmo sem nem um tostão
Me revoltei aquele dia sabe pode pá

Levei uns dois, três anos pra acreditar
E quando acreditei lembrei de nós descalço
Nossa amizade era linda, faltou o último abraço
Quando passo no seu portão, cadê você?
Sua coroa tá abatida não consegue viver

Conforta ela mano, faz ela voltar à sorrir
Quando vivo cê fazia, faz isso sem tá aqui
Desculpa qualquer coisa que ficou faltando
Ia trazer flor
Mas hoje eu trouxe um rap pra você mano

A vida é louca, eu tô de passagem
Mas você passou rápido demais!
A vida é louca, eu tô de passagem
Mas você passou rápido demais!

A vida é louca, eu tô de passagem
Mas você passou rápido demais
Deixou saudade e uma frase na lápide
Escrita, um guerreiro aqui jaz

Quem já perdeu um amigo que escolheu como irmão
Intende a dor da letra que eu não fiz de opção
Peguei a caneta pra rimar, mas meu coração compôs
Desde o dia que ele se foi, eu represento dois

Lembrança sangra, lapida o coração e tira lasca
Pique uma ferida que eu vivo tirando as casca
O sangue escorre, indaga se vale mesmo os corre?
Meter os ferro e antes de desfrutar, disso morre!

Ele se desviou dessas fita, e mesmo assim
O mundo é foda, e não deu pra desviar do seu fim
Guarda um lugar ai pra mim mano
Porque ele continua foda, e logo mais eu to chegando

Dois pivetinho contra o mundo em, quem diria
Tomando sorvete na guia, coração periferia
Correndo certo pelo certo, mas sempre esperto
Dois semi analfabeto, com as gíria e os dialeto

Onde a losa foi a rua e o giz a nossa mente
Aonde pra beneficio próprio
Vivemos num lugar onde todo mundo mente
Eu oque se faz aqui no seu passado

É o que define a porra do seu presente
Pensando bem hoje em dia não tivemos
As escolhas mais inteligentes
Ninguém virou Ronaldinho dos sem futuro da escola

Que cabulava e ficava mó cota jogando bola
Onde escorria o suor e faltava uma coca
Dois favelado comemorando gol
Como se foi feito no final de copa

Não tenho foto jhow mas cê ficou na minha história
Do lado esquerdo do peito, eternizado na memória
Com o relo na mão, olhando o pipa pra correr atrás
Levando xingo na rabeira do caminhão de gás

As unhas preta de sujeira, nos dedo os corte de cerol
Olho vermelho o dia inteiro, olhando direto pro sol
As camisa manchada, os corte de cabelo da moda
Em meio as porrada e feliz, fiz uma amizade foda

Entre vários provérbios e tatuagens de chiclete
Nós vivia ao pé da letra o dezessete, dezessete!
Na derrota ou vitória, sempre me deu a mão
Na alegria um amigo, na angústia um irmão

Por você também meu mano
Que eu honro aonde eu piso
Licença samba nesse rap da sua rima eu preciso
Usa ela diferente, em forma de passado

Infelizmente a vida fez o som aqui ser mudado
Chorei com você o seu choro
Sorri com você seu sorriso
Valeu por ter existido, amigo!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir