É tão bom olhar pra trás
E avistar o teu valor
Ter o seu cerume ao fel
Que destoa a minha dor

Sempre a cada passo que
Eu parei e não fiz valer,
Digo que a memória só vai
Me fortalecer

A cada tombo que resisti,
Dosando o grito no desatino,
Despir a dor a cada olhar
Ser afável é um dom maior

Sempre a cada passo que
Eu parei e não fiz valer,
Insisto que a memória só vai
Me fortalecer

A cada passo dado

O que possibilita o erro
E nos transporta aos caminhos falhos
Exige o desafio de
Galgar até as nossas virtudes

Sempre a cada passo que
Eu parei e quis entender,
Percebo que a memória só vai
Me fortalecer
Sempre a cada passo que
Eu parei e quis entender,
Percebo que a memória só vai
Me eternizar

A cada passo dado

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir