No olho do furacão, bem discreto
Tava ali e eu nem sabia se era certo
Nossos corpos fazendo canção
Da escuridão ao amanhecer
Na cama, em looping, nem vemos anoitecer
É mais do que pele, arrepio ou gemido
É mais do que soul, rap ou qualquer nota em sustenido

Paixão em diáspora, sentidos e fluídos
O mundo mora em teu olhar
E eu quero conhecer cada território indevido
Sem pretensão, sem projeção, isso tudo é muito novo
Nosso tempo é precioso, amor, fica mais um pouco
A distância nos maltrata e o sentimento toma o corpo
E o sentimento toma o corpo
E o sentimento

Não te vejo minha outra metade
Com você eu sou inteira e de verdade
Muito tempo é pouco
Muito tempo é pouco demais pra nós dois

Não te vejo minha outra metade
Com você eu sou inteira e de verdade
Muito tempo é pouco
Muito tempo é pouco demais pra nós dois

Você me sente até demais
Entende todos meus sinais
Eu quero agora, toda hora, não deixa pra depois

Na beira do abismo
Você se jogou comigo
Você vale o perigo
Você vale esse perigo
Mais que conexão carnal, a nossa é do divino, do divino
Pulsa dentro, em cada poro, em pensamento
Procuro respostas, mas já deixei nas mãos do vento

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Indy Naíse / Nina Oliveira. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais no Blog