Certo dia um gavião
Lá em casa apareceu
Rodeou minha morada
Depois desapareceu
Percebi que era cilada
Quando a tarde escureceu
Gavião tinha passado
E levou benzinho meu

No outro dia um mensageiro
Bateu palma em meu portão
Trazendo uma carta escrita
Entregou em minhas mãos
Rasguei o envelope e li
Na carta dizia então
Seu amor está voando
Nas asas do gavião

Pra pegar esse malvado
Preparei um cativeiro
Comprei espingarda boa
Fiquei lá o dia inteiro
Na hora que ele chegou
Eu dei um tiro certeiro
Gavião tombou sem vida
E caiu no meu terreiro

Depois dessa derrubada
Vi que até malandro cai
Gavião lá onde eu moro
Nem a passeio não vai
Foi preciso fazer guerra
Pra poder viver em paz
Nas asas do gavião
Meu amor não voa mais

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: João Platino / Rubens Simões · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por PEDRO
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.