Boca do céu, olhos pro mar
Cedo de manhã
Quando eu olho no espelho ou abro a janela
Deixo a cidade entrar
Penso que é o mar
Eu escuto o mar
Boca do céu, olhos pro mar
Cedo de manhã
Quando eu olho no espelho ou abro a janela
Lembro de um encontro que sucedeu
Entre quem nem buscando estava
E uma rainha

Eu estava na beira da praia, ouvi
Uma voz me chamar
Quando olhei no horizonte vi
Uma estrela refletida no mar

Tomou a minha cabeça
Coroou a minha direção
Afogou as minhas crenças
Naquele infinito som

Sentido antes da palavra
Palavra antes da razão
Mareia, rainha d’água
Me deu o mapa da criação

Filha, eu sou a língua
Antes e depois
Enquanto você nada na Babel
Sua voz é boa, sua voz é boa
Mas quem canta sou eu

Mira, antes e depois
Eu sou o som
Enquanto você nada na Babel
Sua voz é boa, sua voz é boa
Sua voz é uma onda
Que ressoa no mar
Mas quem canta sou eu, mas quem canta sou eu
Você só faz é navegar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir