Tire os seus óculos escuros
E acenda toda a natureza.
Pra me entender, pra me entender,
Você tem mesmo é que lamber
O prato vazio sobre a mesa.

Ponha os seus óculos escuros,
Não esconda a sua vaidade.
Pra me enxergar, pra me enxergar,
Você tem mesmo é que apagar
As luzes da sociedade.

Já vendi chiclete no Cine Rialto,
Puxei canivete e ralei no asfalto,
Peguei uma cana até de manhã.
Na Ponta d’Areia eu vendi protetor,
Dei uma de cego na igreja, doutor,
No dia do eclipse eu vendi meu Ray-Ban.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir