exibições 313
Foto do artista Péri

Cavalo-Marinho

Péri


Te amo Te amarro Te amargo Te amalgo
Te alimento das coisas de mim
Meu ninho de concreto
Meu ferro minha algema
Meu amor de cavalo marinho

Quantas almas tu queres
Tantas posso te dar
Abrigo até quando quiseres

Te amo Te amarro Te amargo Te amalgo
Te deito e você sobre mim
Meu riso amarelo
Meu peito em chamas
Meu último sopro de vida
Quantas lendas tu queres
Tantas posso contar
Carinho até quando quiseres

E ao habitar
O meu lado escuro
Zilhões de sóis
Haverão de brilhar
Quem há de entender
Quem há de ouvir
O meu silêncio diante de ti

Água quando eu tiver sede
Sombra onde eu for deitar
O carma que mesmo antes de existir
Selou a nossa sorte
De tudo que pudermos alcançar

O caos e a calmaria
A ponte para atravessar
Você é a minha guia
A benção do meu orixá

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir