Garra das curvas puxam meus olhos
Sons e palavras acendem meus menbros
Por trás da fumaça brilha uma luz
Que para uma agradável viagem me induz
É tudo tão natural,faz parte de mim
Mas na verdade a morte está no seu fim
Diante disso o que fazer?

Diante disso o que fazer? Mudar a fonte de prazer!

Não posso dizer que é injustiça de Deus
pois foi o pecado que trouxe isso à mim
O que eu quero não faço
O não quero já fiz
Em minha vida terrena está sendo assim

Miserável homem que sou quem me livrará do corpo dessa morte

Mas sempre que vem a luta Deus manda junto o escape
Fazer das leis do Senhor a minha felicidade
Deixar o homem interior florescer prevalescer
ensinamentos de Deus a nova fonte de prazer

Ensinamentos de Deus a Nova fonte de prazer

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir