Ao Céu

Soro

exibições 93

Forjamos palavras pra tentar fugir
Criamos histórias para esquecer
O tempo se perde no passado
Transpassando o quê um dia quis-se ter

E lá no céu podemos vê-lo
Recortando nuvens, criando caminhos
Ele nunca perde aquele sorriso
Ele desenha o seu próprio destino

Refrão
Um menino que pode voar
Um menino que nasceu com asas

Nossos olhos com o tempo vão escurecendo
Nossa alma parece que perde a cor
No canto dos olhos pequenas ruas
Onde escorre a nossa dor

Os olhos dele ganham tons mais claros
Sua alma por fora reluz
Felicidade brota mesmo só
Voando livre por um céu azul

Refrão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir