exibições 3.957
Foto do artista Tagore

Movido A Vapor

Tagore


Conservei seus olhares em pó
Me mudei pra tua sala de estar
Na morada cardíaca, a vista de frente pro mar

Meu tormento anda sempre onde eu for
Meu lamento é clichê de ator
Não te ter é quase uma tragédia
Movido a vapor
Morro te querendo com tu me querendo
Movido a vapor

Transformei seus colares em nó
Me deitei pra tua alma passar
Namorada cardíaca à vista de frente pro mar

Meu contento é de ser como eu sou
Como o vento vestido de amor
Não te ter é quase uma tragédia
Movido a vapor
Morro te querendo com tu me querendo
Movido a vapor

Vai dentro e me traz velas

É um bailar de tumultos
Erguidos em frente à bela
Diamantes olhos ocultos
Vidraça cor de janela
É doce e sereno fruto
É sombra, sol e mazela

É batom vermelho ruivo
Encarnado no lábio dela
Demência cor de sussurro
Desgraça sabor canela
É doce e sereno fruto
É sombra, sol e mazela

Debaixo de sete palmo
Calada ficou, morreu!
No largo do desamparo
Me abandonou, me esqueceu
Teu riso é sorriso caro
Trincado cristal, comum
Donzela do mar da vida
Perdida em lugar nenhum

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: João Felipe Cavalcanti / Tagore Suassuna · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por Letícia
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.