Embarquei no sonho de mocito
sofrerei a ânsia de voltar
parti pela manhã a galopito
não olhei prar trás para não chorar.

Cascos e poeira pela estrada
rumo indefinido onde chegar
ficou para trás a minha amada
com vertentes d'água no olhar.

Aquerenciado não adianta ir embora
pois o pensamento ficou no lugar que a gente mora
estou voltando porque já chegou a hora
rever os olhos da china com jeito de quem me adora.

O tempo de aventura já se foi
ilusões se perdem pelo ar
pela mesma estrada voltarei
porque ali eu seu que é o meu lugar.

Pé na estrada mala de guarupa
a saudade aperta o coração
meu cavalo vai num upa upa
trilhando caminhos de emoção

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir