Sem piedade se vai à caça
Perdido na massa que anda nas ruas
Com frieza prepara a sua taça
Que brinda a desgraça à sombra da lua

Caminho estreito sem norte
Caminho curto da morte
Da mente tonta embaçada
Da descoberta emboscada

Seduções te incitam para o laço
Atrações desvirtuam o seu abraço
Tentações asseguram o seu fracasso
Impulsões asseveram o descompasso

Está pronto o matadouro
Pra quem escolheu o seu encanto
A ruína arrancará o couro
De quem se enrolou no obsceno manto

Namira atira no peito de quem se lança de jeito
Namira atira na alma de quem se inflama

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts