Neste circo bestial
Não falta palhaço, nem cara de pau
Neste circo bestial
Não falta espaço, nem animal

Inúmeros números se confundem
De falcatruas acrobáticas
Estranhas atrações patéticas
Que encantam sempre com as mesmas mágicas

Apareceu virou sumiço
Apareceu…

Animação que se faz em massa
Alienação que se faz sem graça
De invenção que se faz trapaça
Alucinação que faz devassa

Surto da euforia
De uma platéia ensandecida
Que se embriaga com a magia
Estúpida fétida de idolatria

Eu não quero estar estático
Como um mísero observador
Ver o fogo queimar a lona
Sem a chama do redentor

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts