Eu sou o inimigo
Eu sou o paradoxo
O crime e o castigo, o universo, e seu umbigo
Unânime e controverso
O torto e o seu inverso

Eu sou o inimigo
Eu sou o cadafalso
Harmônico e dissonante, genial, ignorante
Altruísta e egoísta
Megalomaníaco, minimalista

Eu sou o inimigo
Eu sou a outra face
Reservado, verborrágico, espirituoso e trágico
Vaudeville e Grand Guignol
Sangue quente e formol

Eu sou o inimigo
Eu sou o artifício
Pertinência e contradição, a vanguarda e a tradição
Libertário, celibatário
Um em vários, rei dos contrários

Eu, que sou o inimigo
Eu me rendo de bom grado
Mas deixo aqui registrado
Como forma de protesto
Meu destino, não, meu manifesto
E que se dane o resto (e que se dane o resto)
E que se foda o resto (e que se foda o resto)

Nascimento e réquiem
Todos e ninguém
Espírito vulgar
Amém (4x)
Simplório, vexatório, bode expiatório
Profeta macabeu
Se eu fosse Deus, seria ateu
Eu seria ateu (3x)

Mas já não ofereço, nenhum perigo
Sou apenas um homem cansado à procura de abrigo
À procura de abrigo (3x)
Perdoai-me as ofensas
Assim como eu perdôo, a quem me tenha ofendido

Eu sou
Eu fui
Eu jamais deixei de ser
Eu sou
Eu fui
Eu jamais deixei de ser
O inimigo

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Adalberto Rabelo Filho / Thadeu Meneghini. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Natália. Legendado por Iza. Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts