Sinto muito se é mais triste a verdade
Cedo ou tarde se chega a essa conclusão
O herói é o último na fila dos covardes
Aquele a quem não restou à outra opção

Cuidado ao matar os seus demônios
O equilíbrio vive entre a virtude e o vício
E a gente nunca sabe qual é o defeito
Que sustenta esse nosso edifício

E a gente chora em segredo
Mais por prazer que pela dor
E a gente grita porque às vezes
O silêncio é mais ensurdecedor

Nas rugas que trago do berço
Não há passado e tampouco um futuro
Assim como em todo o universo
Até mesmo o sol tem o seu lado escuro

Aqui onde nascemos, pensamos, sofremos, criamos, sabemos,
Sonhamos, fazemos, cagamos, vivemos, amamos,
Fudemos, provamos que mais é menos

Distraídos venceremos

E a gente chora em segredo
Mais por prazer que pela dor
E a gente grita porque às vezes
O silêncio é mais ensurdecedor

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Adalberto Rabelo Filho / Chuck Hipolito / Thadeu Meneghini. Essa informação está errada? Nos avise.
Enviada por Luís. Legendado por izabela, Heloisa e Bruna. Revisões por 2 pessoas . Viu algum erro? Envie uma revisão.

Posts relacionados

Ver mais posts