Levantar de manhã cedo olhar o porta-retrato
A tristeza vem mas o sorriso tá estampado
Você ao meu lado quem sabe em espírito
Quem sabe um abraço nós dois no paraíso
Foi lindo eu sei aquele aniversário
Até hoje tem um X marcado no calendário
Foi embaçado o saber daquela notícia
Você atropelado dessa vez foi a vitima
Sua mãe em desespero ela chorava
Eu não sei porque mas ele não volta pra casa
A tristeza bate em qualquer um é normal
Você não resistiu estava rumo ao hospital
Agora o que fica na lembrança é a saudade
Do tempo de infância aquela amizade
É verdade você aí com Deus do céu
Enquanto eu aqui na terra fazendo o meu papel...

Pela sua alma a gente tá sempre orando
Sua mãe em depressão todo dia chorando
Mano faz falta você aqui com nós
Quem sabe onde esteja possa ouvir a minha voz
De que adianta eu ter a minha cara assim fechada
Se no coração por dentro cai as lágrimas
Já me disseram Escadinha fica suave
Ele já se foi mano agora é sua parte
Jamais, não, não, seria covardia minha
Ele é meu primo mano é da minha família
Por mais que seja dia dois de novembro agora
Olhando para o túmulo quem é que não chora
A perca é tão grande assim sentimental
Tipo uma cicatriz que não some é fatal
De igual para igual acontecerá com nós todos
A vida é assim mas ninguém ta firme nesse jogo...

A noite logo chega mais um dia que se vai
Pode acreditar se pá mais um que cai
Então eu peço que Jesus aqui volte logo
Nessa rodovia cada cruz um velório
Mais uma foto que vai para o álbum da história
Mais uma rosa que é jogada dentro da cova
Infelizmente eu tenho que pesar na consciência
Aí você que gosta de matar traz consequência
Eu sei que sente falta de alguém mais querido
Imagine a família daquele que leva o tiro
Aí eu ti pergunto sua pessoa acha ótimo
Então dê valor irmão na vida do próximo...

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir