exibições 2.968

Sedutora mulher de mil faces de amor desiguais
Sedução
Que perdeu minha vida no espelho sem fim dos cristais
Perdição
Ventania cortando meus fracos cordões sentimentais
Desejos vindos a mim
Me fustigando como os vendavais
Me carregando o corpo em gigantescas espirais
Assim como um turbilhão
Labaredas de fogo nas velas dos meus castiçais
Danação
Minha alma velada se ardendo em paixões infernais
Obsessão
Coração devorado por chamas que são monumentais
Deixando a claridão do olhar chispando brasas sensuais
Até queimarmos juntos não restando nada mais
Foi forte essa atração que só me fez ir atrás
Soltando a embarcação da terra pra longe do cais
Na rota do tufão, do furacão, dos temporais
Perigos da emoção do aventureiro amor sempre nos trás
Na busca da ilusão que é na beleza dos corais
O leme da razão se quebra não gira mais
A luz cega a visão
O porto perde os meus sinais
Sem ter uma salvação que dela já não sou capaz
Na tentação, na sedução, na perdição mil corpo jaz
Em vento, em fogo, em chão
Em água, em luz, em treva, em paz!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Paulo César Pinheiro / Wilson DasNeves. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais no Blog