A ti, Senhor, com minha voz gritando imploro
A ti, Senhor, em meu clamor suplico
A ti, derramo o meu lamento
A ti, minha angústia exponho

Sinto que o meu espírito desfalece
Mas tu conheces minhas veredas
Vê, que me armaram uma armadilha
Vê, que a minha direita não há ninguém
Ninguém que me conheça
E foge de mim todo consolo
Ninguém se interessa pela minha vida

A ti eu clamo Senhor
A ti digo: Só tu és o meu refúgio
Tu és a minha herança nesta terra
Minha única felicidade

A ti, Senhor
Com minha voz gritando imploro
A ti, Senhor, em meu clamor suplico
A ti, derramo o meu lamento

A ti, minha angústia exponho
Escuta, Senhor, o meu clamor
Que estou tão abatido
Livra-me desses inimigos
Que são mais fortes do que eu
Tira a minha alma deste cárcere
E darei graças ao teu nome
À minha volta os justos alegrar-se-ão
E me felicitarão pelo bem que me fizeste

A ti, Senhor, com minha voz gritando imploro
A ti, Senhor, em meu clamor suplico
A ti, derramo o meu lamento
A ti, minha angústia exponho
A ti, Senhor, com minha voz gritando imploro

A ti, Senhor, em meu clamor suplico
A ti, derramo o meu lamento
A ti, minha angústia exponho
A ti Senhor, com minha voz gritando imploro

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir