Ninguém sabia que os beijos
jamais renovam poesia
amores sem fidalguia
tem poucas chances de se entender

Eu quis cada estrela que vejo
ela foi a maior que eu desejo
seus carinhos guardavam segredos
do medo de ser só pra mim

Eu lhe pegava seus dedos
fazia poesia no arco do anel
lendo em voz baixa
ela amassava meus gestos, rasgava o papel

Mesmo ficando distante
ela ficava atraente demais
eu fui sumindo, caindo
e a estrela cadente caía lá atrás

Um dia deixei tudo aquilo
deixei a metade mais frágil de mim
ganhei liberdade sabendo
que a nossa amizade
foi prejudicada no fim.

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir