Vivia sem cuidados ou preocupação
Putas e vinho verde eram a minha ocupação

Caiem bombas em Belgrado
E eu estou apaixonado
Pela miúda do lado
Que anda c'o gato-pingado

Abrem frinchas no telhado
Matam pombas e canários
Rebentam por todo o lado
Matam dragões, legionários

Bomba branca, bomba branca Estoura có o meu rival
Nem que arrases Vila Franca e o resto de
Portugal

Bombardeam sem descanço
O quintal da minha amada
Mataram o velho ganso
Pai de uma vasta ninhada

Sei bem que o teu namorado
Trabalha de noite e dia
Que te feicha a cadeado
Sózinha com uma tia

Bomba branca, bomba branca

Ás tantas quero que caia
´ma bomba no cangalheiro
Sentir sob a tua saia
O macio do teu traseiro

Apressem-se os aviões
Mandem todo o paiol
E todas as munições
Sobre essa mosca de formol.

Bomba branca, bomba branca - x 2

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir