Ser moderno não é para toda gente
Nem calculam o que tem de se aprender
É olhar para um Picasso e de repente
Perceber logo o que aquilo quer dizer

É deixar crescer no queixo uma barbicha
Das que são mal semeadas p'ra irritar
É ser magro e feio como uma salsicha
Quanto a banho, isso nem é bom falar

Ser-se malcriado
(É moderno, é moderno)
E despenteado
(É moderno, é moderno)
É Chopin e Liszt
(É moderno, é moderno)
Preferir o Twist
(É moderno, é moderno)
Além disso é moderno, não será
Quem não dance a Bossa Nova e o Cha-cha-cha

O meu primo nem sequer corta o cabelo
E as madeixas vê crescer com otimismo
Quem o vê pode pensar que é desmazelo
E afinal aquilo tudo é modernismo

Suas calças estreitinhas nunca escova
Quando anda faz um ar todo gingão
Diplomado em Cha-cha-cha e Bossa Nova
Quando fala é um mestre no calão

Ser-se malcriado
(É moderno, é moderno)
E despenteado
(É moderno, é moderno)
É Chopin e Liszt
(É moderno, é moderno)
Preferir o Twist
(É moderno, é moderno)
Além disso é moderno, não será
Quem não dance o Hully Gully e o Cha-cha-cha

Cha-cha-cha!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir