Estranho é o mar
Mar intenso cinzento e invernado
Etão dentro de mim
Imenso e vazio é o mar
Que bate e rebate
Em ondas de anseio por ti
Vento, ventana
Imensidão de vontade
Que arde, e invade o olhar
Estranho é o mar
Que pulsa e acolhe
A imensa saudade que espraia de mim

Solidão, estranho lugar
Ancora livre
Doce morada dos amores sem fim
Sem fim é o mar
Mar que trago na alma
É o mar de saudade que tenho de ti

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts