Olha o baleiro, olha a bala de coco
Todo mundo quer, todo mundo quer
Pai, o seu filho vende bala
Dia e noite não se cala
A pedir para comprar
Olha, é pequeno e não tem bola
É criança sem escola
Onde é que ele vai parar?
Só no baleiro, na bala de coco
Todo mundo quer, todo mundo quer

Seu pai trabalha na obra
Tijolo pra carregar
Sua mãe é lavadeira
Muita roupa pra lavar
Muito irmão fazendo nada
Mas esse quer melhorar
Mas o negócio é que a vida não deixa
E pra não ter mais queixa tem que trabalhar
Só no baleiro, na bala de côco
Todo mundo quer, todo mundo quer

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir