Se todo vento que soprava lá do norte
Me desvia ao noroeste fazendo as folhas virarem
Virando a folha foi que eu vi o fim da história
Agora chegou a hora de eu também poder cantar

Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis poder fumá
Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis poder fumá

Seu delegado, tô fumando um baseado
Que isto aqui não lhe incomode, deixe eu poder fumar!
Vou pra Brasília, vou falar com o presidente
Por decreto nessa gente, pra coisa legalizar!

Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis poder fumá
Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis poder fumá

Se todo jovem que fuma um baseado
Diz é louco e viciado, com razão pra interná!
Mas da espécie eu nasci o bicho homem
O que mais que me consome, ignorância vai mandá!

Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis poder fumá
Mas eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis poder fumá

Vivo cantando fumando um bem bolado
Comecei fumá unzinho, ainda era um rapazinho!
De lá pra cá já fumei muito bagulho
Jererê, marijuana, venha pra cá maconha louca!

Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis poder fumá
Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis poder fumá

Seu delegado, tô fumando um baseado
Que isto aqui não lhe incomode, deixe eu poder fumar!
Vou pra Brasília vo fala com o presidente
Por decreto nessa gente, pra coisa legaliza!

Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis pode fumá!
Ai eu dichavo, tu dichava, ele dichava
Dichavamo dichavado que é pra nóis pode fumáááá!

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir