Sabe sou maluco de BR, entortando meu arame

Curtindo Rausito, tocando meu violão
Bangueando pendurico, viajando no meu som

Sabe sou maluco de BR
Sempre fui maluco de BR (2 vezes)

Já curti o frio do sul, o sol lá do sertão
Já expus o meu paninho na avenida São João

Ver o peso, o pelourinho, também sou artesão
Sabe sou maluco de BR

Sempre fui maluco de BR (2 vezes)

Meus cabelos são compridos, minha calça desbotada
Carona ou caminhada, a vida é só alegria
A viola é minha amada, eu não ligo mais pra nada
Sabe sou maluco de estrada

Sempre fui maluco de BR (2 vezes)
Seeempre fui maaaluco de BR

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir