O que é que a Bahia tem? Conheça os principais cantores baianos

Listas musicais · Por Rafaela Damasceno

11 de Julho de 2020, às 19:00

Você já reparou que vários dos grandes nomes da MPB são baianos? Coincidência ou não, a Bahia nos deu de presente artistas completos e marcantes. 

Gilberto Gil, Tom Zé e Caetano Veloso
Gilberto Gil, Tom Zé e Caetano Veloso / Créditos: Divulgação

Mas a sua importância musical vai muito além da MPB. No estado, também foram criados ritmos próprios, como o arrocha e a bossa nova, sem falar do tropicalismo

Por isso, que tal conhecer agora os principais cantores baianos que influenciaram a música nacional? Vem com a gente!

Os 13 maiores cantores baianos

Se você ficou curioso para saber o que é que os baianos têm de tão especial em sua música, chegou a hora de conhecer os principais! Continue lendo: 

Gilberto Gil

Natural da capital do estado, Gilberto Gil conta com mais de 50 álbuns lançados em que ele conseguiu combinar vários estilos, como rock, música africana, MPB, disco e reggae. 

Gilberto Gil
Créditos: Divulgação

Gil marcou a história brasileira não só por suas grandes canções, mas também por ter sido Ministro da Cultura de 2003 a 2008. Afinal, pra quem lutou contra a censura durante a ditadura militar, arte e política andam lado a lado!

Dentre muitas outras (é praticamente impossível escolher só uma!), a música Esperando Na Janela é um dos grandes clássicos da música nordestina e não pode faltar em uma festa junina de respeito! 

Entenda o significado da música Drão, de Gilberto Gil 

Caetano Veloso

Dono de uma genialidade inigualável, Caetano Veloso nasceu na pequena cidade de Santo Amaro da Purificação. Extremamente relevante para a cultura brasileira, foi um dos fundadores do tropicalismo

Sua música ajuda a contar a história de um período muito conturbado no Brasil; responsável por algumas das grandes músicas de protesto contra a Ditadura, Caetano chegou a ser exilado, após a instituição do AI-5, para fugir das ameaças e perseguições da polícia e para preservar sua vida.

Cantor Caetano Veloso
Créditos: Divulgação

Além dessas canções, ele também tem composições super elaboradas, como Vaca Profana, escrita para Gal Costa. 

Caetano Veloso: as 5 melhores músicas de um dos ídolos da MPB 

Raul Seixas 

Contestador e místico, como ele mesmo se definia, Raul Seixas foi uma personalidade única que conquista admiradores até hoje. O que muita gente não sabe é que ele nasceu em Salvador, no ano de 1945.

Raul Seixas
Créditos: Divulgação

Pioneiro no rock brasileiro, ele alcançou seu auge na década de 1970, com o seu primeiro sucesso, Ouro de Tolo. Mas as mais aclamadas vieram nos anos seguintes, como Gita e O Dia Em Que a Terra Parou, que até hoje geram várias interpretações e teorias controversas. 

Apesar de sua morte, em 1989, o cantor continua vivo na voz das antigas e das novas gerações. Maluco Beleza é uma das mais famosas e é impossível não cantar junto quando toca. Viva Raul! 🤘

Confira os significados das músicas do Raul Seixas para desvendar todos os mistérios por trás das letras do cantor. 

Moraes Moreira

Discípulo de Tom Zé, Moraes Moreira começou no grupo Novos Baianos, mas o grande reconhecimento veio mais tarde, quando ingressou na carreira solo, o que lhe rendeu 29 discos lançados.

Moraes Moreira
Créditos: Divulgação

O cantor faleceu em abril 2020, mas seu legado permanece para quem admira a sua versatilidade ao misturar gêneros bem diferentes, como rock, frevo e baião. O resultado é incrível!

Se você ainda não conhece, aproveite para escutar Sintonia, uma das mais ouvidas: 

Confira as melhores músicas de Moraes Moreira para celebrar a carreira deste incrível artista! 

Tom Zé

Ao lado de Caetano, Gil, Gal e Maria Bethânia, Tom Zé também foi um dos grandes fundadores do tropicalismo.

Tom Zé
Créditos: Divulgação

Nascido em Irará, no interior da Bahia, ele foi um dos poucos artistas que realmente estudou música: ele se formou na UFBA e foi um dos responsáveis pela formação musical de Moraes Moreira, que mais tarde alcançou sucesso nacional ao lado dos Novos Baianos.

Dentre várias canções icônicas, Vai (Menina, Amanhã de Manhã) representa o pop experimental que Tom Zé ajudou a criar no Brasil da década de 70.

Saulo Fernandes 

Passando para o axé, um ritmo originado na Bahia, vamos falar agora de Saulo Fernandes. Conhecido por estar à frente da Banda Eva, ele decidiu seguir sozinho a partir de 2013 e tem agradado bastante os fãs.

Saulo Fernandes
Créditos: Divulgação

Ele também é lembrado por sua parceria com Ivete Sangalo. Juntos, eles já fizeram vários shows e gravaram sucessos como Não Precisa Mudar e Não Me Conte Seus Problemas.

Luiz Caldas 

Ainda na infância, Luiz Caldas já mostrava que a música seria o seu destino. Na sua cidade natal, Feira de Santana, ele começou a se apresentar com bandas locais.

Luiz Caldas
Créditos: Divulgação

Essa experiência fez com que Luiz aprendesse a tocar vários instrumentos, o que contribuiu para seu sucesso mais tarde. 

Na década de 1980, o cantor era presença indispensável no carnaval baiano e sempre aparecia nos programas de TV. Naquela mesma época, lançou músicas que são lembradas até hoje, como Tieta, Fricote e Haja Amor.

Riachão

Também falecido no início de 2020, Riachão foi um dos sambista mais reconhecidos do país. Nas suas composições, buscava inspiração em acontecimentos da alta sociedade do estado.

Riachão
Créditos: Divulgação

O talento e a crítica social lhe renderam muito espaço nas décadas de 1940 e 1950, na chamada Era de Ouro do Rádio Brasileiro. E, além da música, ele também participou de filmes e seriados na televisão. 

Se Riachão não é da sua época, vale muito a pena conhecer o seu trabalho. Escute Retrato da Bahia

Bell Marques

O antigo vocalista do Chiclete Com Banana foi um grande revolucionário do Carnaval de Salvador. Ele sugeriu ideias que são adotadas até hoje, como fechar a lateral do trio com caixas de som. 

Bell Marques
Créditos: Divulgação

Estamos falando de Bell Marques, um verdadeiro ícone do axé. Desde 2014, ele deixou a banda para seguir carreira solo. Seus novos sucessos têm mantido sua posição de destaque. 

Já era fã desse cantor baiano? Então canta junto: Diga Que Valeu, o nosso amor valeu demais… 😍

Dorival Caymmi 

Dorival Caymmi é autor de composições inspiradas nos costumes do povo baiano. Por isso, ele é considerado um dos maiores nomes da música produzida no estado.

Dorival Caymmi
Créditos: Divulgação

Criador da chamada música praieira, ele lançou 101 canções que valorizam a nossa cultura e ainda servem de inspiração para muita gente.

Um dos seus maiores sucessos é Retirantes (Vida de Negro), que traduz fielmente essa temática:

Carlinhos Brown

Dono de uma energia que contamina todos ao seu redor, Brown é conhecido por suas músicas super animadas, marcadas por muita percussão (que ele mesmo faz questão de tocar sempre que possível). 

Carlinhos Brown
Créditos: Divulgação

O carismático jurado do The Voice Brasil, além de ter sido indicado inúmeras vezes para o Grammy Latino, também já fez parcerias com vários artistas internacionais, como Shakira e Angelique Kidjo.

Foi ele quem deu o toque baiano aos Tribalistas, grande parceria dele com Marisa Monte e Arnaldo Antunes. Carnavália é uma das canções que ficaram marcadas na história da MPB e não seria a mesma sem o característico bom dia, comunidade! que Brown grita no início.

João Gilberto

Sabe quem foi o primeiro brasileiro a criar uma nova batida de violão para tocar samba? João Gilberto! Precursor da bossa nova, ele é considerado um gênio pelos estudiosos e jornalistas musicais

João Gilberto
Créditos: Divulgação

O seu compacto com as canções Chega de Saudade e Bim Bom revolucionou a música nacional e a levou para o exterior.

Não é à toa que o cantor recebeu prêmios importantes no Estados Unidos e na Europa, como o Grammy.

Coisa Mais Linda é a sua canção mais conhecida e inspirou a série de mesmo nome, da Netflix:

Conheça a trilha sonora de Coisa Mais Linda, série que se passa no Rio de Janeiro dos anos 50 e 60. 

Dodô e Osmar

Você nunca deve ter ouvido falar da dupla Adolfo Antônio do Nascimento e Osmar Álvares Macedo, mas certamente conhece Dodô e Osmar. Os dois foram os responsáveis por verdadeiras inovações, como a invenção do trio elétrico.

Dodô e Osmar
Créditos: Divulgação

Tudo começou em 1938, quando eles se conheceram no rádio. Eles estudavam uma forma de amplificar o som dos instrumentos de corda. A primeira ideia surgiu em 1950, com o “pau elétrico”, considerada a primeira guitarra brasileira

Depois disso, a dupla conquistou o Brasil, sempre ressaltando as qualidades do povo baiano, que é puro Carnaval. Comprove isso ouvindo Bloco do Prazer!

Conheça mais sobre a revolução baiana na música

Um dos cantores baianos de nossa lista, Gilberto Gil, lançou um álbum há mais de 40 anos que até hoje é considerado um marco na música brasileira. Vem conferir a análise de Refavela pra entender como esse disco revolucionou a MPB dos anos 70!

Análise álbum Refavela

Receba os melhores posts do blog em seu e-mail

Assine a newsletter gratuitamente e descubra mais sobre o mundo da música


Por favor, insira um e-mail válido.

Obrigado por assinar a nossa newsletter! 😊

Ops, rolou um erro na inscrição. Tente novamente mais tarde.